A Terceira Milha - Colossenses 3. 12-15

October 18, 2015

 

A Terceira Milha (Col 3.12-15)

Data: 18 de outubro de 2015 | PIB em Goiânia | Manhã

 

Revesti- vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade. Suportai- vos uns aos outros, perdoai- vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós; acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição. Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração, à qual, também, fostes chamados em um só corpo; e sede agradecidos.

 

Headline: Quanto ao perdão, devemos andar a 3ª milha, indo além dos olhos humanos, indo conforme o Amor de Cristo.

 

Introdução

Este texto é sobre lidar com pessoas. Alguém já disse que “onde tem pessoas tem problemas”, ou “lidar com gente é muito difícil”, ou ainda, “intimidade trás duas coisas problemas e filhos”. Embora engraçadas estas podem ser verdades para o mundo, nunca para os crentes, nunca na Igreja, nunca no Céu. Ninguém nunca disse que seria fácil, mas Jesus nos assegura, pelo seu próprio exemplo que é possível e nos convida a sermos como ele.

 

O Texto que vemos é fácil de ler, de entender, mas difícil de por em prática. Podemos afirmar que este texto é “para os fortes”.

 

Com base nele podemos dividir em 3 partes: A Escalada do Perdão (quando percebemos os níveis de perdão que temos que perdoar), os passos do Perdão (é o Como perdoar passo a passo) e por fim a Análise do Perdão (quando verificamos como estamos e como Cristo faria em nosso lugar).

 

1 - A Escalada do Perdão (Níveis)

Embora Pedro tenha feito a pergunta correta: “Quantas vezes devo perdoar meu irmão, sete?” faltou que tipo de falta foi cometida contra ele? Não podemos entender como “tudo igual”, pois não é. Há motivos diversos e de diversas intensidades, que faço aqui uma sistematização para entender bem os níveis de perdão. Penso em: Suportar (aguentar e levar a carga do outro), 2 – Perdoar – Como devemos fazer e Perdoar como Cristo (ultrapassar os nossos limites):

Nível 1 (baixo) – pequenas faltas – Os 9 Leprosos  - Luc. 17.11-19 - (Quando esqueceram de agradecer) Quando os 9 leprosos que foram curados não voltaram para agradecer, não causaram dano a ninguém, não ofenderam a  ninguém, digamos que ficou um vazio, incomodo. É claro que ao analisarmos tudo em profundidade vemos o grave erro de esquecer de agradecer, mas vemos que este facilmente poderiam ser perdoados. Pequenas faltas do dia a dia que aprendemos a perdoar com facilidade (CUIDADO: MUITAS PEQUENAS FALATAS COMEÇAM A ACUMULAR NUMA PERIGOSA MONTANHA DE PROBLEMAS). É suportar, é levar a carga, dar suporte naquilo que podemos carregar.

Nível 2 (médio) – incômodos reais – Esaú e Jacó Gen 25, 27 e 28 (Briga de irmãos) – Dois irmão que brigaram, como é muito comum, mas aqui a briga passou do limite, envolvendo os pais, e um povo, com herança e tantas outras coisas, são incômodos muito reais, que fazem perder o sonos e sofremos com perdas e com muita raiva: Mais ou menos como Esaú estava diante de Jacó. Mas Deus nos manda perdoar. Mas note que a história bíblica aponta para o perdão de Esaú de forma divina, pois Jacó vinha arrependido e humilde e cheio de receios, mas Esaú veio desarmado, como coração limpo. O Relacionamento com Deus e o Tempo o fizeram perdoar, caindo em si no erro que cometia de viver sem perdoar seu irmão. Ao crente cabe perdoar mesmo o que nos incomoda e mesmo que nos traga algum prejuízo, mas perdoar.

Nível 3 (alto) – praticamente imperdoáveis – Os Pecados de Davi  - 2 Sam. 12 - (Graves demais para os homens) Este nível é grave, chega à beira do crime, das injustiças das maquinações, foram diversos e gravíssimos os pecados de Davi: Cobiça. Adultério. Abuso de Poder. Assassinato. Omissão. Confrontado pelo profeta viu cair sua máscara. E se arrependeu. A este Deus perdoou. “Perdoar como Cristo nos perdoou” eu sei que parece grande demais, mas como disse no início, devemos saber que não é impossível. Observemos a intensidade e a magnitude deste perdão. Cristo do alto da Cruz nos perdoou. De todos os nossos pecados, seno nós não merecedores de amor. Mas ele nos perdoou. Por isso o perdão aqui mostrado deve exceder em muito a 2 milha que Cristo já apontava. Gosto de chamar a 3ª milha do perdão. {Perdoar assim é trilhar o Caminho Estreito.

 

2 - Os Passos do Perdão (Formas)

Antes de falar de perdão O Apóstolo Paulo enumera uma série de virtudes que devem fazer parte da vida de todo crente e nos pede para nos vestirmos dela. Não são aspectos especiais, mas fundamentos essenciais. Que num crescendo nos mostra como perdoar.

1º Passo - Misericórdia: Olhar para o outro com o Coração de Deus.  Ë solidariedade, é se colocar no lugar do outro e sentir a mesma dor. Ao Senhor clamamos por misericórdia, devemos ver em misericórdia. Este ato é o início do perdão.

2º Passo - Bondade: Quando se é bom e integro. O Google tem como lema: “não seja mau”. O crente deve ter como lema: seja sempre bom. É como ter um coração de criança e desejar o bem a todos.

3º Passo - Humildade: O 3º passo é saber o seu lugar diante de Deus. É quando eu fico feliz em ser o segundo. Não é a nossa prática do mundo atual, mas é a Bíblica: para perdoar lembre-se que não estamos numa disputa de poder, mas que o Senhor seja sempre o primeiro.

4º Passo - Mansidão: É aguentar o tranco, é não revidar, não praguejar. É engolir o Sapo, e não é pelo valor nutritivo do bicho. Manso como Jesus foi, como ovelha par ao matadouro.

5º Passo - Longanimidade: Paciência, para aqueles que continuam a nos ofender. Lembra do 70 X 7, esta é a fase do 245, quando pensa que só falta mais 245 vezes para perdoar.

Estes são os passos e espero que consigamos trilhar todos eles.

 

 

3 - A Análise do Perdão (Checagem)

Poucas pessoas fazem uma verificação da sua vida e do seu índice de perdão: Tem perdoar? O Quanto tem perdoado? A quem tem perdoado? Precisamos ver como andamos diante do Senhor, e para isso o texto nos mostra que devemos ter “a paz de Cristo como árbitro em nosso coração”, ou seja o juiz de como andamos e como perdoamos é a própria paz que Cristo dá. Para isso saiba que:

O Amor está acima de tudo. Das diferenças, dos valores e mesmo dos nossos desejos. Amar acima de tudo, pois Cristo nos amou primeiro.

Cristo é nosso modelo: Como Cristo amou e perdoou devemos fazer também. Nosso padrão é altíssimo, como convém ser.

Cristo é o nosso Juiz: Numa estranha justiça não apenas baseada em fatos, mas marcada pelo Amor. Na justiça divina: menos é mais. 1 é maior que todos, por isso somos 1 só corpo e assim devemos viver e crescer.

 

Conclusão

Perdoar é raro verbo transitivo direto e indireto, pois quem perdoa, perdoa algo de alguém. Em Cristo nós perdoamos tudo de todos em todo tempo, até que o Senhor volte. Para isso precisamos ser este Corpo do Senhor.

 

Cântico: Corpo e Família (Somos corpo...)

 

Perguntas para as Casas Acolhedoras:

1 – Qual foi a coisa mais simples que você teve que perdoar? E a mais grave (opcional)?

2 – Será que você poderia incluir outros níveis de perdão? Qual seria?

3 – Quais virtudes listadas no Ponto 2 são mais difíceis de serem praticadas?

4 – Você perdoou alguém este ano? Pode compartilhar?

5 – Perdoar é Necessário para a vida do cristão?

 

Please reload

Featured Posts

Aquietai-vos - Salmo 46

January 5, 2015

1/4
Please reload

Recent Posts

September 13, 2015

Please reload

Follow Us
Please reload

Search By Tags
Please reload

Archive
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square